03 março 2009

pós carnaval


     "Eu voltei agora pra ficar, porque aqui, aqui é meu lugar..."

     É... Roberto Carlos! Não tem nada a ver com o carnaval, mas é que nem comentei a apresentação dele nesse Ano Novo. Quando eu era criança meu pai falava que Roberto Carlos era um simples porteiro da Rede Globo de Televisão, e que no Ano Novo era convidado por Didi para cantar. Vai saber o que Didi tem haver com isso... Mas para o meu pai, que sempre achou que a Xuxa tinha um caso com Roberto Marinho, é de se entender.

     No carnaval, Robertão foi ao camarote da Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (Liesa), e aparecia atrás de um vidro transparente. Simpático, acenou para fãs e distribuiu sorrisos como faz desde seus 15 anos.

     Há sete anos que não passo carnaval aqui na minha cidade, ainda bem que trabalho no carnaval, se não ficaria em casa. Meu irmão me ligou na quinta-feira falando do seu carnaval em um bairro nova-iorquino:

     - Gente feia, dançarinas sem jeito, banda desqualificada, pessoas sem noção, tive que encher a cara.

     Eu disse a ele:

     - Caramba! Já está quase igual o do Brasil então!

     Ele não entendeu. Claro, lá ele só vê a Salgueiro sendo campeã pela Rede Globo.

     Em Recife 461 coletivos foram depredados, prejuízo de 63 mil reais para os motoristas. Com certeza a galera de Vargem Grande do Sul (aqui, minha terra) resolveram ir pra Recife esse ano. Até porque aqui não teve nem facada esse ano, segundo o jornal da cidade.

     Eu toquei no carnaval de rua de Aguaí pela segunda vez. Não teve briga, apenas gente estranha, a banda estava legal, colocaram um baixista novo e “dáli” axé as quatro noites! Todo dia de carnaval quando chegava no hotel, ficava observando as escolas de samba na Globo e ficava pensando coisas que com certeza ninguém pensa, “e se a Globo não transmitisse isso? Será que todas essas cuícas tocam entrosadas? Pareciam um bando de peru! É realmente necessário essa disputa entre as escolas? Porque ao invés do governo ‘investir’ nessas escolas ele não aplica esse dinheiro na educação do país? O que o país ganha com aquelas escolas?”. Os carros alegóricos estavam tão ‘rebocados’ de enfeites e cores que ao menos conseguia entender o que seria aquilo!

     O carnaval não é uma festividade católica? Acho que não mais.

     O que tem de novo na música? Vi Banda Beijo regravando música em ritmo de axé, Netinho cantando música de Fábio Junior, também em axé... Pelo menos a Ivete está na esperança de encontrar Dalila. Claudinha Leite cada vez menos tolerável com sua voz semi-tonada, eu que o diga, as música que deram para eu tirar pro carnaval desse ano da Claudinha eram todas ‘ao vivo’, acho que ela não estava num dia legal. Salve as marchinhas!!!

     Entretanto, o carnaval brasileiro ainda é considerado um dos melhores do mundo, seja pelos turistas estrangeiros como por boa parte dos brasileiros, principalmente o público jovem que não alcançou a glória do carnaval verdadeiramente popular, como declarou Luís da Câmara Cascudo, etnólogo, musicólogo e folclorista, "o carnaval de hoje é de desfile, carnaval assistido, paga-se para ver. O carnaval, digamos, de 1922 era compartilhado, dançado, pulado, gritado, ‘catucado’. Agora não é mais assim, é para ser visto".

 

Até a próxima...

Andre Multini

3 comentários:

Glauber disse...

É meu jovem nada mais é igual antigamente,
E isso vai piorar a cada ano, igual o aquecimento 'Global'

Abraço

Andre Sem Acento disse...

Pois é... vou escrever sobre isso qualquer dia. ^^

Dani Luengo disse...

Você escreve maravilhosamente bem mô!
=***